\”MONETARISMO DE ESQUERDA\”

No conhecido livro “Destra e Sinistra”, de 1994, Norberto Bobbio proclama a sobrevivência da díade direita x esquerda afirmando, em última análise, que a preferência pela igualdade, de um lado, ou pela liberdade, de outro, distingue as duas tendências.

Ao aprofundar-me no exame das razões e significados dessa distinção convenci-me de que é possível amar a liberdade, e continuar motivado,em pensamento e ação, ao mesmo tempo, para uma luta pela redução das desigualdades; ou seja, de que pode haver esquerdistas liberais ou “monetaristas de esquerda”.

Essas reflexões vieram-me à mente à propósito de uma advertência que me foi feita ontem quanto ao risco de se falar uma moeda comum no MERCOSUL num momento em que parece estar configurando-se uma tendência esquerdista na América do Sul com o despontar de líderes políticos populistas, como o presidente Hugo Chávez, da Venezuela, ou esquerdistas moderados, como a presidente Lula.

Ora, ao contrário do que pensam aqueles que não querem nem ouvir falar sobre uma moeda única, parece-me que esta é a melhor hora para se tratar o assunto. A inclusão imediata na agenda do MERCOSUL do projeto de instituição de uma moeda única e de um Banco Central regional, em nosso continente, ou em parte dele, neste exato instante em que a Venezuela adere ao bloco, poderá ser uma demonstração para o resto do mundo, especialmente para os EUA, de que podemos conviver em paz, usando o dinheiro para promover uma organização mais ágil e moderna de nossas sociedades.

Como poderá a nação que deu o maior exemplo ao mundo das vantagens do uso do dinheiro desconfiar da nossa moeda comum ? A implantação de uma moeda única na América do Sul, vinculando países de tendência esquerdista, pode funcionar, portanto, como uma espécie de “ cláusula” que assegure tranqüilidade a todos os nossos vizinhos, ainda que alguns povos do continente , buscando reduzir mais rapidamente as suas desigualdades sociais e econômicas, tenham eleito um governo que não seja de direita.LETÁCIO JANSEN


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.