O DITADOR E A BICICLETA

Noticiam os jornais de hoje que foram trocados os comandos locais da guerra do Iraque, substituindo-se os atuais generais – moderados pela experiência no campo de batalha – por outros que, naturalmente, chegam ao posto com o propósito de mostrar serviço. Vão ser enviados mais homens para o front e o primeiro ministro promete uma nova grande ofensiva em Bagdá.

O pres. BUSH parece estar usando, de novo, a sua estratégia de “fugir para a frente”, agindo num cenário de derrota como se fosse o vencedor. A sua mensagem é, a meu ver, a seguinte: o Partido Democrata ganhou a eleição, mas não mudou nada; não me resta, senão, “vencer a guerra”.

A opinião pública americana, anestesiada há muito tempo, vai gostar, num primeiro momento, desse jogo de cena. E o país vai mergulhar cada vez mais em mais problemas, enquanto o presidente tenta salvar a face.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.