IDIOTICE

Uma nova forma de reindexação oficial está em vias de ser proposta pelo governo no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento ( PAC ) que vem sendo divulgado aos pedaços pela mídia. Sobre o assunto escreve LU AKITO OTTA, de Brasília no caderno de economia do Estadão de hoje:

“A estratégia é vista como arriscada e de eficiência duvidosa por economistas que já passaram pelo governo e conhecem as engrenagens da máquina pública. Primeiro, porque há sério risco de essas regras, em vez de fixarem um valor máximo para salários e gastos com Previdência, funcionarem na prática como um piso a partir do qual os novos valores serão negociados. Segundo, porque essas regras criam uma amarra que automaticamente eleva as despesas e engessam ainda mais o Orçamento.”

A reportagem insere, ainda, os seguintes comentários de GUSTAVO LOYOLA, FERNANDO MONTERO e RAUL VELLOSO sucessivamente: a) – “O governo está correndo um risco danado, porque a reindexação dificilmente funcionaria como limitador para as despesas; “ b) – “É difícil acreditar, porque já é a terceira regra que temos para corrigir o salário mínimo”; c) – “O governo está comprando um problema para o futuro.”

Essa notícia demonstra que algo muito grave ocorre na atual área da Fazenda Federal: a falta de conhecimento teórico sobre a moeda por parte dos formuladores da política econômica que ameaça ser posta em prática no segundo mandato do pres. Lula.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.