O BRAÇO ARMADO DO LIBERALISMO

Há duas formas de organizar e administrar juridicamente o Estado: através da lei e da moeda legal.

Os liberais preferem que o Estado se organize com base na moeda legal.

Não há moeda legal, porém, sem Estado que a emita; não há Estado sem Direito; não há Direito sem sanção e não há sanção sem a possibilidade da aplicação centralizada da força, que é exercida pelo Estado que detém o monopólio da violência.

A moeda legal depende, pois, do Direito do Estado que a emite. É o monopólio legal da violência que sustenta a moeda, assim como sustenta o Direito.

No plano mundial, onde não há um Estado, nem moeda legal, as coisas se complicam.

Os países mais poderosos – e que emitem a moeda mais forte – não gostam, em geral, de subordinar-se ao Direito internacional, e preferem usar a força sem controle, situação de fato que ameaça ser implicitamente admitida pelos liberais, quando eles não se dão conta disso.

É por isso que o discurso liberal de muitas pessoas, nos dias que correm, está se tornando, às vezes inconscientemente, tolerante com o uso da força pela força.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.