O BATISMO DA UNIÃO SUL-AMERICANA

O editorial de hoje do jornal Estado de São Paulo, intitulado “Brasil endurece diante de Chávez”, embora tenha como objetivo combater o presidente Venezuelano – do qual o periódico em questão visivelmente não gosta – traz algumas informações importantes, inclusive que a antiga Comunidade Sul-Americana de Nações até então denominada CASA, mudou de nome e chama-se, agora, União Sul-Americana, ou UNASUR.

Embora o editorialista afirme que isso não tem “ a menor importância prática” o fato é que a nova designação tem um apelo mais forte do que a anterior que acentuava o lado “doméstico”, digamos assim, da nossa associação regional.

Ao contrário do que pensava Shakespeare, no Romeu e Julieta, para quem um nome não valia nada, já que era incapaz de alterar o perfume das rosas, uma denominação correta é muito relevante no Direito em geral e, em especial, no Direito Monetário Internacional. Basta ver que a designação EURO, que afinal vingou, é sem dúvida muito melhor do que ECU, antes prevista para a moeda comum européia.

Devemos celebrar, portanto, o batismo, ontem, do UNASUR, berço, segundo espero, da nossa moeda comum regional, que eu, há tempos, venho sugerindo que seja denominada “Sul”, ou “SUR”.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.