BRIC

Embora não figure, ainda, nos dicionários Aurélio e Houaiss, o vocábulo BRIC – criado em 2001 pelo analista de mercado Jim O’ Neil, do Banco Goldman Sachs – já conta com mais de cinco milhões de entradas no Google, e é definido na Wikipédia.

Ele expressa a expectativa criada em torno de quatro países – Brasil, Rússia, Índia e China – que se tornaram uma espécie de bola da vez do mercado financeiro globalizado.

Hoje, a propósito, em Lisboa, estamos recebendo uma espécie de batismo, que os outros membros já receberam, de membro do Bric, o que nos assegura um status diferenciado como interlocutor do bloco europeu.

Ao lado dos fuxicos e mexericos da politicagem local, e das notícias assustadoras da violência interna, ainda bem que se podem ler notícias edificantes nos jornais.

O problema talvez seja saber procurar.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.