A GREVE É OU NÃO UMA CHANTAGEM ?

O Presidente da República disse que a ameaça de greve dos funcionários da INFRAERO, poucos dias antes do Pan, não é chantagem.

Já o Governador do Rio de Janeiro disse que a ameaça de greve os policiais, também na véspera do Pan, é chantagem.

A opinião pública fica, num primeiro momento, dividida, mesmo porque o Globo estampou as duas notícias uma embaixo da outra. Afinal, é ou não chantagem ?

Há uma diferença a considerar: o Presidente da República já foi líder sindical – com uma inestimável experiência de greves – e o Governador do Rio de Janeiro, não.

Isso não quer dizer, porém, que não se possa ter uma opinião diversa da do chefe do governo estadual, mesmo por parte daqueles que, como ele, nunca foram sindicalistas.

Uma greve, na verdade, nunca pode ser considerada uma chantagem, e não cabe a um político democrático, não autoritário, tratá-la como tal. Cabe ao político compreender e conversar. Ele vive para isso.

A resposta, portanto, é a seguinte: o governador está errado. A atual greve – ou ameaça de greve – dos policiais civis não é chantagem.

Ainda assim, dentro da lei, ela tem que ser resolvida, para não nos prejudicar, e ao Pan.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.