DEBOCHE

Os ex-presidentes JK, Jango e Sarney – sem falar de Jânio e Collor – foram alvo de escárnio, por parte dessa mesma mídia que, hoje, está tratando de modo faccioso o episódio do acidente com o avião da TAM.

Não se diga que esse tratamento que damos, no Brasil, às autoridades e às instituições, é importado dos EUA e constitui, por si só, um sinal de liberdade.

Como a imprensa brasileira, numa época sob censura, não podia debochar dos presidentes militares, porque vivíamos sob uma autocracia, não há dúvida de que, se zombamos hoje, é porque somos, efetivamente, mais livres.

O escárnio, porém, não é, apenas, um sinal de liberdade.

Consiste, também, numa manifestação de imaturidade, que, por sua vez, nada tem a ver com a cultura americana, que preza as suas instituições e respeita o seu presidente, mesmo que ele seja muito ruim, como o atual.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.