POESIAS ESPARSAS ( 2 )

PERPLEXÃO

Quem são essas graciosas criaturas
que estão, agora, por toda parte ?
Antigamente elas eram as nossas esposas, as
nossas amantes, as nossas namoradas.
Hoje são as nossas colegas, as nossas doutoras,
as nossas chefes…
O que fazer com elas, que são tantas, senão
admirá-las ?


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.