POESIAS ESPARSAS (5)

Versos juvenis II

À noite vai fazer lua
Vai fazer vontade de amar.
Vai fazer um assobio de vento longínquo
Sussurrando ao seu ouvido sugestões bonitas,
Que ela pensará que não fui eu quem falou.

Vai fazer cheiro de noite
Mas ela ainda
Vai fingir que não me espera
Vai fingir que não me chama
Vai se querer mostrar irredutível
Serena, insensível, equilibrada
Como sempre lhe ensinaram

Custarei a convencê-la de que é humana …


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.