REAJUSTE DO GÁS NATURAL ACIMA DA INFLAÇÃO

Ao dizer, na manchete de primeira página, que o “Gás Sobre Acima da Inflação”, o jornal GLOBO de hoje parece pressupor que os reajustes dos preços não podem ultrapassar os índices de inflação o que é um cacoete que remanesce do tempo da correção monetária, que sofremos , no Brasil, durante mais de 30 anos.

Trata-se, aliás, de uma tautologia: afirmar que o reajuste dos preços não pode ser maior do que a inflação ( considerando que a inflação é um fenômeno que se caracteriza pelo fato do reajuste de preços ) é o mesmo que dizer que a inflação não pode ser superior à inflação.

No caso do gás natural, o reajuste dos preços tem, pelo visto, a função de regular o consumo, estimulando os consumidores a procurar alternativas no quadro de recursos energéticos disponíveis.

Para entender o que se passa ao redor de nós é preciso que nos acostumemos à nova linguagem que resulta da estabilidade monetária.

Usar expressões do passado, em letras garrafais, como o fez hoje o editor do GLOBO, foi uma forma de retrocesso.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.