TÁTICA ELEITORAL

O partido republicano dos EUA está sendo bem sucedido na sua tática de afastar o presidente Bush da campanha como se ele – e não a sociedade americana – tenha sido o responsável pela guerra do Iraque e pela recessão, apresentando-o como um político fraco e inábil, ao contrário de John McCain que aparece na mídia como um homem sério e determinado.

Se a crise econômica não se tornar aguda, até o fim do ano, as chances eleitorais dos democratas podem diminuir muito o que, do meu ponto de vista brasileiro ( que nada tem a ver, provavelmente, com que pensam os americanos ) é lamentável.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.