PEQUENO ENSAIO SOBRE O VALOR (2)

Os intelectuais do início da Idade Média – com os conceitos de que então dispunham – não sabiam explicar o que ocorria exatamente quando os soberanos ( e o caso extremo ocorreu no reinado de Felipe o Belo, no final do século XIII ) promoviam uma mutação nas peças monetárias reduzindo a quantidade de metal de que elas eram compostas, alterando a sua liga ou mudando a sua quantia. Era preciso compreender esse fenômeno novo, até então não identificado claramente, nem pelos filósofos gregos, nem pelos juristas romanos.

A noção de valor surgiu para tentar explicar o que era intrínseco e o que era extrínseco às peças monetárias de metal. O intrínseco era o valor, expresso por um número, que espelhava o preço internacional de mercado dos metais em que eram cunhadas as peças monetárias. Ele representava uma evolução relativamente à tese primitiva, de que a peça monetária seria uma coisa (embora mesmo os romanos já admitissem que a moeda tinha autonomia em relação ao metal com o qual eram cunhadas as peças monetárias) .

Era necessário, contudo, definir melhor o que estava ocorrendo, não só para controlar as mutações das peças monetárias como para entender o fato novo, que crescera no período da chamada Revolução Comercial, no século XIII, época em que passaram a ser comerciadas quantidades cada vez maiores, mais distantes e mais caras de mercadorias. Assim, além de tentar compreender porque eram indevidas as alterações monetárias promovidas pelos soberanos, era preciso explicar porque os suportes de papel ( como a letra de câmbio, que permitia o transporte do crédito à longa distância) podiam ter, além do metal, um sentido de valor.

A noção de valor tornou-se, enfim, um dos conceitos mais relevantes da Idade Moderna que, pode-se dizer, foi em grande parte construída sobre essa noção.

Por volta do século XVII, a palavra valor passou a ser empregada para significar, também, a importância das pessoas e foi nesse sentido que dela a filosofia se apropriou no século XVIII.

(continua)


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.