PEQUENO ENSAIO SOBRE O VALOR (3)

O que cria o valor ? Como se cria o valor ? Quando se cria o valor ?

A mais conhecida e simpática resposta a essas indagações é que o trabalho é o grande criador do valor, mas ela, atualmente, não nos satisfaz por inteiro.

O valor se cria, na verdade, cada vez que ele é empregado para fixar as quantias.

A criação do valor é, portanto, a aplicação do valor: a cada momento, sempre que são postas quantias que dão um sentido monetário aos atos jurídicos, o valor está sendo criado.

O Estado nacional, por sua vez, cria o valor por meio da emissão de uma quantidade determinada de peças monetárias.

Quando as peças monetárias não eram de papel ( e ainda vigia o princípio do valor intrínseco ) a quantidade delas em circulação dependia do volume de metais preciosos disponíveis.

No mundo contemporâneo, que se caracteriza pelo emprego praticamente exclusivo do papel moeda, o controle da quantidade de peças monetárias em circulação deve obedecer aos princípios nominalista e da estabilidade dos preços.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.