SINAIS TROCADOS

Não há mais homens públicos – como ALCEU DE AMOROSO LIMA e BARBOSA LIMA SOBRINHO, por exemplo – em cuja idoneidade nos baseávamos para acreditar que certas coisas na política eram verdadeiras.

Mas temos, ao contrário, em quem nos apoiar para percebermos o que é falso.

Ao colocar, ontem à noite, o ministro MARCO AURÉLIO DE MELLO na tela, para opinar sobre um tema com o qual nada tinha a ver, a Rede Globo deve ter ajudado a uma parte da opinião pública brasileira a passar para o lado da ministra DILMA ROUSSEFF.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.