DESINFORMAÇÃO

Embora eu não seja versado em ciência de comunicação ou técnicas jornalísticas parece-me que a manchete do GLOBO de hoje – ao atribuir ao ministro CELSO AMORIM, o uso de uma palavra que ele não usou – teve o propósito desinformar o leitor.

O teor referida manchete é a seguinte: “ “Amorim diz que país tem de ser ‘generoso’ com Paraguai”, em que o vocábulo generoso aparece entre aspas, como se tivesse sido – e não foi – literalmente empregado pelo ministro.

Ao colocar o termo generoso entre aspas o jornal pretendeu, a meu ver, desqualificar a declaração do chanceler tentando, além disso, induzir o leitor contra uma “visão generosa” em relação ao Paraguai, mesmo que essa atitude, a longo prazo, segundo o ministro, possa reverter a favor do Brasil.

Tanto neste caso da tarifa de energia do Paraguai, como no do gás da Bolívia e da invasão do território do Equador pelo exército da Colômbia, o GLOBO tem defendido posições beligerantes do Brasil, na contramão da orientação oficial de atuar pacíficamente na região.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.