A NOVA “EKIPE” ECONÔMICA

O jornalista ELIO GASPARI implica, há muito tempo, com a política econômica do governos do PSDB e do PT, achando-as, talvez, neo liberais demais, o que a meu ver é um equívoco dele, pois o fato de a moeda vir sendo utilizada, ultimamente, como amplo instrumento de organização social, representa, apenas, o ingresso do Brasil na era contemporânea, evidentemente globalizada, mas que deve ser saudada com elogios.

Mas a palavra equipe com “k”, como GASPARI emprega, fica muito engraçada, e serve bem para designar os membros da reunião de ontem em Brasília, com a presença do ministro da Fazenda GUIDO MANTEGA, dos presidentes do BANCO CENTRAL e do BNDES – respectivamente HENRIQUE MEIRLELLES e LUCIANO COUTINHO – dos economistas ANTONIO DELFIN NETTO e LUIZ GONZAGA BELLUZZO e do deputado CIRO GOMES afora, evidentemente, o chefe da “ekipe” – ou o guia ( como também o denomina o jornalista ) – presidente LULA.

Dois fatos novos devem ser salientados a propósito dessa reunião: primeiro, a presença, nela do professor BELLUZZO, que tem sido consultor informal do presidente ultimamente, e é o menos “oficial” de todos os participantes, já que os outros ocupam posições em órgãos importantes, e DELFIN e CIRO já foram ministros da Fazenda; segundo, a íntima integração nesse grupo do próprio presidente da República o que tem o defeito de estimular, talvez, os demais presentes a usar a capacidade de envolvimento deles, mais do que seus argumentos, para orientar o governo nessa ou naquela direção.

De qualquer modo essa reunião de ontem evidencia a saudável preocupação do governo LULA com a ameaça de inflação que, a esta altura, é o pior que pode acontecer ao Brasil.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.