AS NAÇÕES UNIDAS TAMBÉM CONDENAM O ESTADO DO RIO

Além da Anistia Internacional também a ONU, através do seu representante PHILIP ALSTON, que esteve no Brasil no final de 2007, censurou, publicamente, a política de enfrentamento do governo do Estado do Rio de Janeiro, dizendo, dentre outras coisas, o seguinte:

“A população brasileira não lutou por 20 anos contra a ditadura e adotou uma Constituição para, agora, tornar o Brasil livre aos policiais para que matem com impunidade em nome da segurança.”

Ontem à noite, numa entrevista ao vivo à TV GLOBO, o governador quis dar uma de “incompreendido” afirmando que “belicosos” são os bandidos que, durante anos, violaram os Direitos Humanos das populações faveladas, agora protegidas por seu governo.

Trata-se, evidentemente, de um argumento inaceitável.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.