NOTÍCIAS RUINS

Parece que a fase das boas notícias monetárias acabou.

O câmbio flutuante está permitindo que a especulação contra o Real prejudique, cada vez mais, as exportações brasileiras, afetando, negativamente, os saldos das contas externas.

A taxa básica de juros deixou de cair, depois voltou a subir e tende, agora, a realimentar a inflação, na medida em que a SELIC é usada como indexador, e cerca de 1/3 da nossa economia monetária é indexada.

A inflação está saindo do controle, ameaçando a estabilidade de preços.

A inadimplência está em alta.

Este governo, aparentemente, não vai conseguir fazer muita coisa, pois o tempo, em termos eleitorais, já começa a correr contra ele, tudo indicando que os ajustes – e algumas intervenções – que precisam ser feitas só ocorrerão depois que tomar posse uma nova Administração a qual, diante da piora que se configura da situação financeira, poderá não ser do PT.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.