O CAVALO & A CHUVA

É preciso apoiar a disposição demonstrada pelo presidente LULA de não abrir espaço para a inflação no Brasil, especialmente quando ele diz que “ tomaremos todas as medidas necessárias para manter a inflação controlada”, pois o combate à alta de preços é uma “questão de honra”, e que essa alta é “danosa” ao País.

Ao se referir a “todas as medidas” o presidente deixou claro que a luta contra a inflação não se resumirá à elevação drástica dos juros, e que outras medidas deverão ser tomadas, desde que não prejudiquem o consumo das pessoas pobres.

É preciso unificar esse discurso no âmbito do próprio governo, para não deixar que a burocracia fique estimulando os ministros a dar aumentos aqui e acolá, a pretexto de “repor as perdas” causadas pela inflação, ou a elevar as tarifas públicas por indexadores abstratos.

Ninguém, principalmente os órgãos do governo, pode subtrair-se aos efeitos da inflação.

Para que a coceira que ela provoca seja efetivamente sentida todos devem igualmente senti-la.

Não basta, enfim, tirar o cavalo da chuva: é necessário evitar, onde for possível, que chova.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.