UMA CASA ONDE AGORA TEM PÃO

Há um ditado antigo segundo o qual “ casa onde não tem pão todo mundo fala e ninguém tem razão” que, se for verdadeiro, implica no seguinte brocardo contrário: “casa onde tem pão todo o mundo fala e todos têm razão”, o que me parece estar acontecendo agora, neste momento em que o Brasil fica cada dia mais rico.

Lê-se, hoje, por exemplo, no caderno de Economia do jornal Estado de São Paulo, logo na p. B2, uma declaração do ex presidente do Banco Central, ARMÍNIO FRAGA, dizendo que “está na hora de dar, formalmente, autonomia ao BC, pois pressão só atrapalha e só faz aumentar a taxa de juro.” Na p.B5, em seguida, a principal notícia é de que “o juro ainda não fez efeito”, pois a indústria cresceu 8,5%, embora o ministro MANTEGA, segundo se informa um pouco abaixo, “já veja sinais de desaceleração”. Enquanto isso, na p. B8, o governador JOSÉ SERRA afirma que há “armadilhas” na Economia, envolvendo “juros excessivamente elevados, câmbio sobrevalorizado, déficit em conta corrente crescente e despesas ( do governo ) que sobem de forma vertiginosa.”

Por último, para MEIRELLES, há risco de retrocesso, pois a turbulência internacional “ não terminou e não necessariamente passamos pelo pior”, o que quer dizer que os juros brasileiros devem continuar a subir.

Como se vê, todo mundo fala, e, cada um a seu modo, tem razão.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.