NÓS, E A CRISE AMERICANA

1 – O presidente da SECOVI afirma que a crise nos EUA vai impactar o mercado imobiliário brasileiro, mas que há “salvaguardas” protetoras , especialmente o “marco regulatório” do setor.

Ora, o marco regulatório do setor imobiliário é a Lei n. 10.931, de 2 de agosto de 2004, que não é boa salvaguarda coisa nenhuma, porque não dá aos devedores dos contratos qualquer garantia.

Tal como ocorreu nos EUA, nas vésperas da crise do “subprime”, um aumento de juros ( e, no caso brasileiro, também de inflação) vai gerar inadimplência, podendo provocar uma quebradeira.

2 – A lição a tirar da crise americana, que se aplica também ao caso brasileiro, é que tanto a “desregulação” como a “má regulação” dão resultados financeiros aparentemente positivos apenas de imediato, mas causam problemas a médio e longo prazos.

É preciso haver Leis que regulem o mercado, já que ele não é – como os EUA estão mostrando – tão auto-regulável como gostariam os neo liberais.

Mas essas leis não podem ser feitas por lobbies, que visam beneficiar, somente, os credores, como ocorre com a Lei n. 10.931, de 2004.

3 –Por falar nisso: vocês sabem o que é “desalavancagem”, a atual palavra da moda no mercado americano ?

É uma espécie de desindexação da economia …


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.