A TEORIA ESTATAL DA MOEDA

Os analistas da atual crise – que precisa, sim, como diz o nosso presidente, de respostas políticas – deviam revisitar a teoria monetária de GEORG FRIEDRICH KNAPP, a “Staatlitche Theorie des Geldes”, título de um livro que ele publicou em 1905, numa época em que a moeda de papel e o crédito se desenvolviam descontroladamente na Europa e nos EUA.

Superando antigos preconceitos sobre o valor – que muitos acreditavam emanar das peças monetárias de metal – KNAPP demonstrou que a moeda era uma criação legal, razão pela qual o que importava, fundamentalmente, era a sua validade, e não o seu suposto “poder” aquisitivo.

O livro fez um grande sucesso e, em 1924, foi traduzido para o inglês, com a denominação de “The State Theory of Money” obra, que merece ser rapidamente relida pelos interessados, nas dramáticas horas atuais que estamos vivendo.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.