ALGUMAS LIÇÕES DA CRISE MUNDIAL

1 – A moeda revelou-se, claramente, um fenômeno nacional;

2 – Os Bancos Centrais demonstraram, por sua vez, que, por mais autônomos e independentes que sejam, são sujeitos às respectivas influências ideológicas nacionais;

3 – A necessidade de uma regulamentação jurídica, nacional, regional e internacional da moeda evidencia que o dinheiro não é, apenas, uma questão de Economia, mas é, também, de Direito.

Eu diria, em conclusão, que esta crise está nos ensinando que a moeda é uma norma jurídica; mas isso talvez seja puxar demais a sardinha para a minha brasa.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.