A OSCILAÇÃO DA VERDADE

As opiniões em torno da verdade sempre oscilaram, mas há épocas em que as divergências são extremas, como se percebe agora, através dos comentários dos analistas sobre as eleições americanas.

Se acreditarmos em NICHOLAS D. KRISTOFF e em PAUL KRUGMAN concluímos que BUSH transformou “uma superpotência num país velhaco”, e que os republicamos se tornaram “o partido da intolerância”.

BUSH, contudo, e os republicanos – representados por JOHN MC CAIN – estão lutando desesperadamente para não ser derrotados, sendo apoiados por uma parcela enorme do eleitorado americano que acredita neles e constituem, a seu ver, “os verdadeiros Estados Unidos”.

A opinião pública fica sem saber onde está a verdade: os “verdadeiros Estados Unidos” serão um país velhaco e intolerante ?

A minha geração acostumou-se a ver os Estados Unidos como um país que, quando era intolerante, não fazia isso por velhacaria e no qual os velhacos eram, em geral, tolerantes.

Nunca vimos tornar-se pública essa combinação fatídica: velhacos e intolerantes.

Espero, como a maior parte da opinião pública norte-americana, e mundial, que BARACK OBAMA vença as eleições de hoje, porque ele parece o político capaz de superar essa mistura explosiva de intolerância e de velhacaria, unindo parcelas respeitáveis tanto do pensamento de liberal quando conservador .

De qualquer forma é um risco constatar que a verdade, neste momento, esta sendo vítima de tanta oscilação.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.