UM EXEMPLO DE BOM JORNALISMO

Creio que uma das melhores formas de praticar o jornalismo é despertar, no leitor, o seu adormecido senso crítico, tal como faz, hoje, LUIZ GARCIA, no seu artigo “Escolhas municipais” publicado no Globo.

Divulgando, habilmente, um a um, o nome de seus futuros secretários – a exemplo do que está ocorrendo nos EUA – o prefeito eleito, EDUARO PAES, estava conseguindo ocupar um bom espaço na mídia, especialmente no Globo que é, de fato, o único jornal que hoje conta no Rio de Janeiro.

Eis que o LUIZ, com a independência que o caracteriza, demonstra, num texto bem humorado, que pelo menos três das escolhas do futuro Prefeito são oportunistas e nada têm de louváveis: as de JANDIRA FEGHALI, de CHIQUINHO DA MANGUEIRA e de CRISTIANE BRASIL.

Calcado em argumentos incontestáveis LUIZ GARCIA mostra que a comunista JANDIRA foi escolhida pelo direitista PAES em pagamento do apoio que ela lhe deu no segundo turno; que o CHIQUINHO, amigo do casal GAROTINHO, tem uma das fichas mais pesadas, dentre os políticos brasileiros e que a CRISTIANE BRASIL, indicada para uma caricata secretaria de “Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida” , foi selecionada por ser filha de ROBERTO JEFFERSON.

Com isso, e valendo-se de um texto formalmente impecável, o jornalista conseguiu chamar a atenção da opinião pública para as motivações subalternas do novo prefeito que, fica subentendido, podem ser a razão de todas as escolhas dele, e ameaçam caracterizar a sua futura atuação como chefe do Poder Executivo municipal.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.