DIREITOS HUMANOS LÁ E CÁ

O governo DILMA ROUSSEFF dá ênfase à defesa da política internacional de Direitos Humanos, e acabou de votar, a meu ver corretamente, pela exclusão da Líbia do conselho da ONU responsável por esse tema.

Ao mesmo tempo, as polícias estaduais brasileiras continuam matando sistematicamente, como foi o caso do BOPE, ontem, da favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro.

Essa matança das polícias estaduais viola não só a política de Direitos Humanos como os direitos fundamentais dos cidadãos, que não podem ser processados e julgados sem obediência ao devido processo legal, além de o nosso país não admitir a pena de morte.

É uma excrescência, portanto, essa prática policial de matar, que só compromete e  desmoraliza a imagem do Brasil perante o mundo civilizado.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.