O ESTADO DE ISRAEL E OS CIVIS PALESTINOS

A mídia estampou a comovente imagem de um menino palestino morto porque jogava futebol perto de onde caiu um míssil lançado pelo governo do Estado de Israel.

O lançamento do referido míssil foi uma retaliação ao lançamento, por extremistas da Faixa de Gaza, de foguetes contra o território israelense.

Hoje, uma bomba explodiu em Jerusalém, deixando um morto e dezenas de feridos, e o premiê israelense afirmou que continuará a responder, firmemente, a todos os ataques dos palestinos.

A atitude do governo do Estado de Israel reproduz a dos ditadores dos países árabes – inclusive KADAFI – com a diferença, segundo os israelenses,  de que os civis palestinos são “inimigos” .

Será que aquele menino assassinado pelas bombas do Estado de Israel era inimigo ?

Qual a diferença entre o governo líbio, e do Iêmen, matar civis inocentes e o governo de Israel fazer o mesmo ? Será que é porque são povos diversos ? Será porque Israel pode tudo e os governos ditatoriais da região nada podem ? Será porque apenas Israel é uma democracia na região ?

Quaisquer que sejam, essas diferenças são tênues, e esfumaçam-se num mundo cada vez mais globalizado.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.