HUMANISMO E EMPREENDEDORISMO

A minha geração cultuou o humanismo,  um conceito amplo em cujo âmbito abrigam-se inúmeros valores capazes de tornar melhor o mundo em que vivemos.

Quanto ao empreendedorismo, de que hoje tanto se fala, em que consiste ele ? Será que um eficiente revendedor de material pornográfico, ainda que lícito, merece elogios por seu empreendedorismo ?  Um membro do “tea party” que dirige, nos EUA,  uma agência bem sucedida de lutadores de artes marciais deve servir de exemplo e modelo para os jovens daquela sociedade ?

O que é um empreendedor, quais são os seus valores ?

A eficiência é uma condição do valor ?

Será que a ambição humanista da minha geração amesquinhou-se tanto ?


1 comentário até agora

  1. Sérgio Storch agosto 4, 2012 2:46 pm

    Caro Letácio, sua pergunta me provoca reflexões. Realmente, o termo empreendedorismo vem sendo meio abusado, ou seja, usado fora dos contextos em que ele faz algum sentido.

    Acredito que no contexto da dependência das pessoas em relação a um emprego, o termo empreendedorismo alarga a visão. No contexto da realização pessoal também. Aí fiquei pensando: existe algum contexto em que ele é usado no mesmo plano de importância da atribuída ao termo humanismo? Se sim, neste caso te dou toda a razão.

    Um abraço

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.