IGUALDADES JURÍDICA E ECONÔMICA

A igualdade econômico-social, segundo alguns, deve ser substantiva; já a igualdade jurídica é uma igualdade formal: todos são iguais perante a Lei. O problema é que, no Brasil,  como se viu no instigante debate de ontem, entre economistas de linhas de pensamento diversas – os professores Marcos Lisboa e Eduardo Fagnani, respectivamente do Insper e da Unicamp – as pessoas são desiguais inclusive perante a Lei.

Devemos lutar para superar as desigualdades. Mas o primeiro passo pode ser começando a respeitar as igualdades formais.

Louve-se, na oportunidade, a jornalista Monica Waldvogel, que promoveu o debate, em seu programa “Entre Aspas” e pareceu procurar, efetivamente, encontrar os pontos comuns nas concepções dos debatedores.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.