A MORTE DE VAN JOHNSON

Na minha adolescência quase todos queríamos parecer, ou achar os outros parecidos,  com algum artista de cinema americano. Tive uma namorada que lembrava muito a Rita Hayworth. Um grande amigo era igual ao Humphey Bogart. Mais tarde, fantasiei que meu sogro se parecia com o Tyrone Power.

No meu caso, segundo diziam, o ator ao qual eu mais me assemelhava era Van Johnson, que protagonizou um filme de guerra, a que assisti emocionado, intitulado “30 segundos sobre Tóquio”, baseado em fatos reais, ocorridos em 1941, no curso da 2ª Guerra Mundial. O herói exibia um rosto infantil e inocente que nos fazia gostar e confiar nele.Essa face do soft power americano, que Obama tão bem encarna, com o seu sorriso largo e sincero , foi substituída pelo aspecto grosseiro, bad man, do presidente Trump.

Pouco antes da eleição de 8 de novembro foi ao ar, na televisão americana, um programa cômico muito engraçado, com Tom Hawks no papel do mediador do debate de Trump com Hilary, em que Nicolas Cage caracterizou o republicano, acentuando o bico dos lábios como marca do magnata. O diacho é que o Trump real usa esse subterfúgio para reprimir sinais faciais espontâneos e encobrir as mentiras que diz, mas fazendo questão de transmitir para o seu eleitor velhaco e intolerante a certeza de que está disposto a fazer o trabalho sujo.

Trump, enfim, é a nova cara dos Estados Unidos. O Van Johnson verdadeiro morreu em 12 de dezembro de 2008. O de cara angelical está morrendo agora.


3 comentárioss até agora

  1. José neves julho 12, 2020 2:07 pm

    Van Johnson protagonizou com elizabeth taylor um filme terrivelmente romântico e lacrimogênio ‘ a última vez que vi Paris’, emplacando o sucesso da música do mesmo nome. Todos estão muito bem no filme, especialmente Paris, mas não sei se o filme envelheceu bem.
    Como irmã do personagem de elizabeth taylor aparece donna reed, que no mega sucesso ‘ daqui para a eternidade’ era a prostituta com quem o cabo montgomery clift iria casar. Embora merecesse melhor destino, desapareceu dos filmes para estrelar um show semanal de sucesso na televisão dos eua que creio não chegou a essas plagas
    Não sei mais o que fazer com esta cultura lixo, que fica ocupando espaço nos meus neurônios…

  2. Moacir Carreiro outubro 20, 2020 5:33 pm

    Achei este blog procurando pela ‘morte’ da cantora VANN JOHNSON, americana que ajudou abrilhantar a carreira de diversos americanos famosos. O ponto alto da carreira dela foi a participação do show do multi-instrumentista YANNI na Grécia, terra natal dele, em ACROPOLIS. Vann Johnson morreu de câncer em 2017.
    Gostei demais do artigo A Morte de Van Johnson. Bela comparação. Só pondero que o TRUMP só ganhou essa eleição pois ele tem o tipo dos americanos médios e ricos. Arrogante igual eles. Em tempo, fora o fenótipo, não vou com a cara de nenhum dos dois; nem TRUMP nem OBAMA. Vou explorar seu BLOG. Pelas publicações já achei super interessante. ABS.

  3. EDWARD SOTOMAYOR OBREGÓN novembro 23, 2022 8:34 pm

    Hola Moacir Carreiro. Tengo conocimiento de que esto es un foro. Usted declara que Vann Johnson murió de cáncer pero ¿será cierto eso? Me gustaría investigar la causa de la muerte de la cantante CON PRUEBAS VALORADAS OBJETIVAMENTE, y si no las hay, le ruego que nos explique el origen de su aseveración. Saludos desde Perú.

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.