OS RISCOS DA PRISÃO DE UM POPULISTA

Segundo o respeitável cientista político  Sérgio Abranches :

… “duas frentes avançam para um ponto no qual o confronto pode ser inevitável. A frente antidemocrática só será dissolvida com a prisão daqueles que, do nível superior, instigam, orientam e financiam o movimento golpista. O ministro da Justiça, Flávio Dino, disse que muitos dos financiadores estão identificados. Pelo menos um dos suspeitos de serem arquitetos do golpe está com sua prisão preventiva decretada, o delegado da Polícia Federal Anderson Torres, que teve papel importante no governo Bolsonaro e ausentou-se de forma culposa do posto de secretário de Segurança do DF, na véspera do ataque à capital federal. O principal líder intelectual e político da frente antidemocrática é Jair Bolsonaro. Sem o indiciamento e o julgamento desses que foram o topo da frente antidemocrática, para serem punidos de acordo com o devido processo legal, não haverá condições para a plena normalização do processo político democrático no Brasil.”

É reconfortante pensar na prisão de Jair Bolsonaro.

Mas lembro-me sempre, a propósito, do filme Evita que rememora o encarceramento de Juan Perón na Argentina e nos protestos populares que exigiram a sua posterior libertação, o que deu no que deu.

Parece-me arriscado apostar na prisão de Bolsonaro…..


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.