DIREITO MONETÁRIO: UMA DISCIPLINA NECESSÁRIA NAS FACULDADES

É decepcionante acompanhar o dia a dia da Revolução monetária que está em curso no mundo e perceber que pouquíssimos juristas brasileiros avaliam os acontecimentos de uma perspectiva jusmonetária.

O dólar está enfraquecendo, como meio de pagamento internacional e surge com vigor nesse novo cenário uma provável moeda comum supranacional na zona dos BRICS, o que se refletirá necessariamente na permanente crise do nosso Real, que precisa sobreviver num cenário de juros absurdos. Ao mesmo tempo, voltou-se a cogitar de uma moeda única sul-americana, o Sur, capaz de amenizar a atual catástrofe monetária na Argentina. Por último, a moeda comum dos BRICS ajudará ao Brasil e sair da armadilha da correção monetária, inventada em 1964 para beneficiar o dólar norte-americano.

Tudo isso se passa, ao nosso redor, enquanto os juristas brasileiros – muitos dos quais inteligentes e bem preparados – carecendo do preparo teórico adequado, ficam olhando navios, com cara de paisagem, sem entender direito o que está ocorrendo.

Quanto mais cedo corrigirmos essa deficiência, melhor. Precisamos ensinar essa nova disciplina em nossas faculdades: o Direito Monetário, nacional e internacional.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.