UM BANCO CENTRAL NOMINALISTA?

Sobre a indicação de Gabriel Galípolo para uma Diretoria do Banco Central informa Júlia Duailibi, em seu Blog:

Galípolo tornou-se nome de confiança não só de Haddad, como do presidente da Câmara, Arthur Lira, e o presidente Lula. A ida do secretário-executivo do Ministério da Fazenda ao BC tem como objetivo abrir o debate sobre queda do juro.”

Por sua vez, o jornalista Alex Ribeiro, no Valor de hoje, explica a aparente similaridade entre o Galípolo e a minha Teoria da Norma Monetária.

Escreve ele:

Também causa aflição o seu histórico acadêmico. Ele assina, por exemplo, com o economista André Lara Resende, um texto com propostas na linha da Nova Teoria Monetária (conhecida pela sigla em inglês, MMT). Há apenas dois anos, defendia em “lives” uma política econômica não ortodoxa

Prossegue Ribeiro, mais adiante:

O que preocupa é o que ele disse e escreveu num passado não tão distante. Em 2021, no podcast ‘Direito e Economia’, Galípolo faz uma crítica bem elaborada da ortodoxia econômica. Vale ouvi-lo na íntegra para entender, sem recortes, um pouco da formação intelectual do candidato a presidente do BC.

Devemos notar a denominação do Podcast – Direito e Economia – é a mesma deste Blog.

Mas, o que nos aproxima mesmo, é que somos ambos nominalistas – e compartilhamos o pensamento do economista/jurista alemão Knapp, autor da Teoria Estatal da Moeda – razão pela qual condenamos o valorismo monetário.


Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.